Divulgado recentemnete, o relatório Prioritizing health: A prescription for prosperity (em tradução, Priorizando a saúde: uma receita para a prosperidade), a consultoria McKinsey Global Institute identificou algumas inovações promissoras, já em andamento, que poderiam trazer um grande impacto na saúde até 2040. De acordo com o relatório, estima-se que essas novidades poderiam reduzir de 6 a 10% a carga de doença global até 2040. Confira a seguir algumas dessas inovações:

1. Ciências ômicas e tecnologias moleculares: Essas tecnologias compõem a base da Bio Revolution, são tratamentos ou diagnósticos que controlam os vários tipos de moléculas dentro das células (como DNA, RNA e proteínas).

2. Terapia celular e medicina regenerativa: A terapia celular ou citoterapia, é uma tecnologia derivada de células vivas, utilizado para fins terapêuticos para substituir ou reparar células ou tecidos danificados. Ela tem o potencial de restaurar tecidos e órgãos doentes ou lesionados, diminuindo potencialmente a dependência do transplante.

3. Dispositivos conectados e cognitivos: em modelos portáteis, vestíveis, ingeríveis ou implantáveis – esses dispositivos podem monitorar informações de saúde e condicionamento físico, envolver pacientes e suas comunidades de cuidadores e fornecer terapias autorreguladas de maneira autônoma. Um exemplo deles são as tatuagens eletrônicas para diagnóstico cardíaco

4. Eletrocêuticos: são pequenos agentes terapêuticos que podem ter como alvo os circuitos neurais dos órgãos. Essas terapias mapeiam circuitos neurais através dos impulsos administrados por um dispositivo implantável. É uma forma de terapia que usa implantes de microchips com recarga wireless.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here