Uma pesquisa realizado por universitários para entender melhor as causas biológicas e comportamentais de alguns transtornos alimentares recebeu mil Apple Watches para acelerar os seus resultados. O estudo sobre compulsão está sendo realizado na North Carolina State University, uma universidade pública nos Estados Unidos.

O Apple Watch é um dispositivo em formato de relógio de pulso criado pela Apple com valores a partir de R$ 3999,00. A tecnologia possui diversas aplicações relacionadas a saúde, desde a Doença de Parkinson até a depressão pós-parto. No entanto, seus recursos são capazes de contribuir para análises de outras doenças também, como por exemplo, a compulsão alimentar ou a bulimia nervosa.

O relógio permitirá o monitoramento da frequência cardíaca durante os episódios de compulsão alimentar. Também será utilizado um aplicativo chamado Recovery Record, o qual vai permitir que seja registrado pensamentos e sentimentos do paciente durante os períodos de compulsão alimentar. Estes registros serão compartilhados e exclusivos para profissionais de saúde e pesquisadores da Recovery Record, segundo a CNBC.

“Estamos interessados ​​em descobrir o que acontece no período que antecede a compulsão e a purgação”. – Jenna Tregarthen, CEO da Recovery Record.

Os participantes do projeto intitulado de BEGIN (Binge Eating Genetics Initiative – Iniciativa Genética de Compulsão Alimentar, em tradução livre) usarão o Apple Watch para que suas taxas cardíacas sejam monitoradas durante um mês inteiro. O experimento, terá em foco pessoas com 18 anos ou mais que comem de forma descontrolada em um curto período de tempo, se encaixando no quadro de compulsão alimentar ou bulimia.

Se tudo ocorrer como esperado, o estudo poderá auxiliar no controle de comportamentos compulsórios, prevendo episódios de compulsão alimentar e enviando alertas ao usuário antes que eles aconteçam. A pesquisa ainda não possui previsão para a divulgação dos resultados.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here